Biblioteca do MCJ

By | 15:30
Segue abaixo mais alguns livros da nossa biblioteca.
Os livros abaixo foram doados por: Giovanni e Cris (G5).
Para a retiradas e doações dos livros, mande-nos um e-mail para multimidia@mcjnsf.org.



Diário da Julieta 2 - As histórias mais secretas da Menina Maluquinha
(Ziraldo) - 112 pág.
As histórias mais secretas da Menina Maluquinha agora com scrap book. Juju conta suas aventuras em quadrinhos e, para não esquecer nenhum detalhe, cola com muita criatividade tudo em seu diário, bilhetes, fotos, adesivos, papelzinho de bala, lacinhos de fita como em um scrap book. São muitas aventuras e todas registradas com muito carinho. Esta obra foi editada de acordo com a nova ortografia.

As melhores histórias em quadrinhos da Cuca (Diversos) - 96 pág.

As melhores histórias em quadrinhos da Cuca traz histórias em que a bruxa do Capoeirão faz muita feitiçaria junto com o seu ajudante Pesadelo para aterrorizar a turma do Sítio do Picapau Amarelo.
Maluquinho por Futebol (Ziraldo) - 112 pág.
O livro reúne 16 histórias em quadrinhos do Menino Maluquinho. O garoto que vive com uma panela na cabeça e que mostra suas habilidades como jogador de futebol e entra em campo com toda sua turma para se aventurar no esporte, torcendo, fazendo gols ou dando bolas fora.


As melhores histórias em quadrinhos do Sitio do Picapau Amarelo (Diversos) - 96 pág.
As melhores histórias em quadrinhos do Sítio do Picapau Amarelo traz muitas aventuras que a Turma do Sítio já teve.


Fronteiras do Pensamento (Diversos) - 448 pág.
Este livro reúne conferências de intelectuais e artistas, proferidas durante o seminário ‘Fronteiras do Pensamento’, que é realizado anualmente em Porto Alegre. O ponto de partida dos debates são o balanço da herança de Maio de 1968 e as mudanças atravessadas pelo mundo nesses anos - globalização, erosão das utopias, choque de identidades e multiculturalismo são temas que pontuam os textos, fazendo alternar otimismo e pessimismo diante do mundo que vivemos.


Os Caminhos de mandela (Richard Stengel) - 240 pág.
Por mais de dois anos, em pleno período de reconstrução democrática da África do Sul, nos início dos anos 1990, o editor da revista Time Richard Stengel presenciou o dia a dia de Nelson Mandela. Na época, o líder político conduzia o país a suas primeiras eleições livres, ao mesmo tempo em que era auxiliado por Stengel na tarefa de escrever a autobiografia. O livro vai além de radiografar a figura mítica que libertou seu povo do preconceito racial e conclamou opressores e oprimidos a reinventarem uma nação. Stengel foca seu olhar sobre situações da vida em que, testado pelas circunstâncias, Mandela distribuiu suas mais perenes lições de liderança e sabedoria. Por meio da vida do estadista, o leitor pode aprender, por exemplo, por que a coragem é mais do que a ausência de medo, por que devemos manter nossos adversários por perto, por que ‘ambos’ é quase sempre melhor do que ‘isto ou aquilo’, por que precisamos encontrar no mundo algo que nos proporcione realização e significado. Cada uma dessas lições relaciona-se a episódios da trajetória de Mandela - do garoto protegido de um rei tribal aos primeiros anos de luta contra o regime segregacionista do apartheid, dos 27 anos como preso político aos anos de maturidade, do agraciado com o Prêmio Nobel da Paz de 1993. Combinando concisão e profundidade, o livro condensa o pensamento de uma personalidade, forjada ao longo de mais de 90 anos no exercício de diferentes papéis - guerrilheiro, mártir, marido, presidente, guia moral.


O Vendedor de Tempo (Fernando Trías de Bes) - 144 pág.
Autor de ‘Marketing lateral’ com Philip Kotler, Fernando Trías de Bes lança nesta fábula satírica um novo olhar sobre a sociedade de consumo e a concepção do bem intangível mais valioso que o ser humano pode possuir - o tempo. Com sua visão acerca das atividades empresariais e do marketing de massa, o autor, além de mostrar que todo cidadão é capaz de assumir o controle de sua vida sem deixá-la à mercê do sistema, lança uma luz para despertar todos aqueles que permitiram que suas rotinas se transformassem em agentes colaboradores da própria alienação.

















Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial