A jornada mundial da juventude (JMJ) e o MCJ

By | 00:00
Por: Sidnei e Karina (Pedro José e Ana Maria)
Casal Coord. MCJ Diocesano 2012-2013




Como surgiram as JMJs
As Jornadas Mundiais da Juventude nasceram por inspiração do Bem Aventurado João Paulo II  para a primavera de 1986, em Roma. Visava "colocar Jesus Cristo no centro da fé e da vida de cada jovem" (Carta de João Paulo II para o seminário de estudo sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, 1996). Mas a ideia de um grande encontro de jovens começou a ser cultivada alguns anos antes...
Um convite do papa Polonês, ligado a um desafio: um grande encontro da juventude católica para celebrar o "Jubileu Internacional da Juventude". Convite aceito! Em torno de 300 mil jovens tinham acolhido o chamado e estavam na Praça de São Pedro em Roma, naquele que seria um Domingo de Ramos diferente de todos os outros. Até mesmo quem fizera o convite estava surpreso com tamanha recepção: "Que espetáculo tão magnífico ofereceis, vistos desde este palco. Quem disse que a juventude de hoje não se interessa pelos valores?" - disse na ocasião. Ali um sonho começava a tomar forma, mas o tamanho disso tudo ainda não se sabia!
Para o ano seguinte, 1985, a Organização das Nações Unidas (ONU) convidou o mundo inteiro a refletir o ano todo sobre os jovens com um "Ano Internacional da Juventude". A Igreja aceitou o desafio e o papa quis repetir o encontro do ano anterior. No Domingo de Ramos daquele ano, por volta de 250 mil jovens se reuniram com o Santo Padre em Roma. Parecia que esse projeto não tinha mais volta...
Em 1986 acontecia pela primeira vez de forma oficial uma Jornada Mundial da Juventude, também em um Domingo de Ramos e em Roma. No ano seguinte os jovens colocaram o pé na estrada e foram convocados a uma viagem até a América Latina, Buenos Aires na Argentina seria a primeira sede de uma JMJ fora dos muros da cidade Vaticana. A partir daí, as viagens não pararam mais e, num intervalo de dois ou anos, a juventude do mundo já sabia que tinha de responder a um convite da Igreja.
Os encontros foram concebidos para serem dinâmicos, como era o próprio idealizador dos encontros. Desde Roma em 1986, as jornadas já passaram por diversos países: Buenos Aires - Argentina (1987), Santiago de Compostela- Espanha (1989), Czestochowa - Polônia (1991), Denver - Estados Unidos (1993), Manila - Filipinas (1995), Paris - França (1997), Roma - Itália (2000), Toronto - Canadá (2002), Colônia - Alemanha (2005), Sidney - Austrália (2008) e Madri - Espanha (2011).

Essa característica dos encontros era uma vocação do Beato João Paulo II: "(...)Da última vez, reuniu-se um número maior do que nos outros conclaves e foi eleito um papa desconhecido que, porém, descobriu a sua vocação de itinerante." (Discurso do papa João Paulo II aos seminaristas do Seminário Redemptores Mater da Europa, 1985).
Com a morte de João Paulo II, os questionamentos sobre a continuidade das JMJ’s eram muitos. Mas Deus nunca deixa sua Igreja desconfortada, o sonho já tinha se tornado realidade e não tinha mais como voltar atrás. A eleição de Bento XVI colocou de vez as jornadas no calendário da Igreja e sua presença nos encontros (Alemanha - 2005), Sidney - 2008 e Madri - 2011) selou de vez o amor da Igreja pela juventude, assim como o amor da juventude pelo sucessor do apóstolo Pedro.
As Jornadas Mundiais tornaram-se encontros expressivos da Juventude do mundo inteiro que, reunindo-se em torno do papa, demonstram sua alegria de crer em Jesus Cristo e de pertencerem à Igreja Católica. O objetivo primordial desses encontros tinha sido alcançado, era real a possibilidade de "oferecer [aos jovens] significativos momentos de pausa na constante peregrinação da fé" (Carta de João Paulo II para o seminário de estudo sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, 1996).
O mais importante é o sentido que as Jornadas Mundiais da Juventude têm: mostrar que a Igreja acredita na juventude e que a juventude é feliz por ser Igreja!
"Repito ante vós o que venho dizendo desde o primeiro dia do meu pontificado: que vós sois a esperança do Papa, a esperança da Igreja!" (João Paulo II em Buenos Aires, 1987).

Os Símbolos da JMJ
Os símbolos são: a Cruz Peregrina, também conhecida como a Cruz dos Jovens, e o Ícone de Maria, entregues aos jovens pelo Bem Aventurado João Paulo II em 1984 e 2003, respectivamente. Desde 1990, a Cruz percorre as Dioceses no país sede, colaborando na preparação da Jornada Mundial da Juventude. A cruz simboliza o amor e a fidelidade de Cristo, entusiasmando a juventude pelo Seu seguimento.



Entregue aos jovens em 2003, o Ícone de Maria acompanha a Cruz Peregrina, sendo “sinal da presença materna de Maria próxima aos jovens.” (Roma, 18ª Jornada Mundial da Juventude).







E o MCJ, o que tem haver com isso?
Não podemos esquecer que em nossa sigla temos o J, em letra maiúscula. Somos um movimento dedicado à família, JOVEM. E precisamos nos engajar nessa missão, por duas razões, primeiro, e já dito, por sermos jovens famílias evangelizadoras, e, depois, porque precisamos, como Igreja, responder e participar desse grande projeto de evangelização do Brasil e América Latina, que é a preparação e realização da JMJ, no Rio de Janeiro, em Julho de 2013. Ao longo dessa jornada rumo à JMJ Rio 2013, iremos publicar alguns textos sobre o nosso processo dentro dessa Jornada!




Questionamentos Frequentes:
1)    Como posso participar?
     a.    Engajamento do processo de evangelização preparatório à chegada da Cruz Peregrina e Ícone de Maria (documento Cruz Peregrina com encontros preparatórios).
     b.    Sendo Família Acolhedora de Jovens Missionários, na semana anterior à JMJ, por todas as Dioceses do Brasil, jovens missionários farão experiências de vida e comunidade nas Paróquias (14 a 20/7/13).
     c.    Participando dos Eventos Festivos e Celebrativos, como: Bote Fé na Vida (ocorreu em 22/7/12 e iniciou a contagem regressiva de 1 ano para JMJ); Chegada da Cruz e Ícone de Nossa Senhora em Porto Alegre (3 a 5/11/12); Bote Fé Eaí?Tchê (Evento celebrativo em Santa Maria – 10/11/12); Semana Missionária (Julho/2013); JMJ Rio 2013 etc.
2)    Quando e onde será a próxima Jornada?
      A próxima JMJ acontecerá na cidade do Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho de 2013.
3)    Quem pode participar?
     A JMJ está aberta a participação de todos. Para inscrição de peregrinos a partir dos 14 anos.
4)    O que acontece durante a JMJ?
     São muitas as atividades às quais os jovens são convidados a participar, como as catequeses, eventos culturais, momentos de partilha e vida comum. Mas existem aquelas que estão previstas para a Jornada, como os atos centrais (cerimônia de abertura, acolhida do Papa, a Via-Sacra, a Vigília dos jovens com o Papa e a missa de encerramento) e os atos extraordinários.
5)    Qual o lema da próxima JMJ?
     “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19) é o lema da JMJ Rio2013. O anúncio do lema foi feito pelo Papa Bento XVI no dia 24 de agosto de 2011.

ORAÇÃO OFICIAL:
Ó Pai, enviaste o Teu Filho Eterno para salvar o mundo e escolheste homens e mulheres para que, por Ele, com Ele e nEle, proclamassem a Boa-Nova a todas as nações. Concede as graças necessárias para que brilhe no rosto de todos os jovens a alegria de serem, pela força do Espírito, os evangelizadores de que a Igreja precisa no Terceiro Milênio.
Ó Cristo, Redentor da humanidade, Tua imagem de braços abertos no alto do Corcovado acolhe todos os povos. Em Tua oferta pascal, nos conduziste pelo Espírito Santo ao encontro filial com o Pai. Os jovens, que se alimentam da Eucaristia, Te ouvem na Palavra e Te encontram no irmão, necessitam de Tua infinita misericórdia para percorrer os caminhos do mundo como discípulos-missionários da nova evangelização.
Ó Espírito Santo, Amor do Pai e do Filho, com o esplendor da Tua Verdade e com o fogo do Teu Amor, envia Tua Luz sobre todos os jovens para que, impulsionados pela Jornada Mundial da Juventude, levem aos quatro cantos do mundo a fé, a esperança e a caridade, tornando-se grandes construtores da cultura da vida e da paz e os protagonistas de um mundo novo. Amém!



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial